Perguntas Frequentes

TIRE SUAS DÚVIDAS

Inicialmente, devemos lembrar que este site é mantido por pacientes entusiastas do tratamento, e não pelo Dr. Cícero Coimbra e nem por uma equipe de médicos. A intenção em manter este espaço é de que essas informações estejam ao alcance de todos.

De qualquer maneira, nossa principal orientação é a de que o tratamento de doenças autoimunitárias com doses elevadas de vitamina D (doses superiores àquelas produzidas por exposição solar) deve ser realizado necessariamente sob orientação médica. Não se deve realizar esse tratamento por conta própria pois existe uma série de parâmetros que devem ser avaliados para calcular a dose de cada indivíduo, além de garantir que não haja qualquer possibilidade de efeitos colaterais.

Como eu sei se estou deficiente de vitamina D?

R: Você deve solicitar ao seu médico um pedido de exame de vitamina D3. O nome correto desse exame é 25(OH)D3. Os parâmetros que apontam a deficiência ou não estarão no próprio laudo do laboratório, e se você estiver mesmo deficiente, com níveis abaixo do considerado “normal”, não se assuste: peça ao seu médico que faça a reposição com doses realistas, próximas do que produzimos em 20 minutos de exposição solar, ou seja 10.000 UI por dia. Cápsulas gelatinosas com essa dose para uso diário são vendidas livremente em sites norte-americanos, de tal forma que não deve haver problema em solicitar ao seu médico que prescreva a manipulação dessa dose em uma farmácia de manipulação da confiança dele.

É importante ficar atento ao nome do exame solicitado. Existem dois tipos: o 25(OH)D3, que é o correto, e o 1,25(OH)2D3, que não serve para apontar aquilo que precisamos. Portanto, lembramos mais uma vez: a forma correta do pedido é 25(OH)D3.

Tem médicos aplicando esse tratamento na minha cidade? Como faço para me consultar com um?

R: Temos médicos treinados pelo Dr. Cícero Galli Coimbra em vários estados do Brasil e em muitos países.

A lista dos médicos, de que já temos conhecimento, que estão realizando esse tratamento está AQUI. Se não há nenhum na sua cidade, considere a possibilidade de viajar para passar por consulta. Se isso não for possível, será necessário um pouco de paciência até que surjam novos médicos dispostos e aptos a aplicar o protocolo, porque, para realizar o tratamento com doses mais elevadas, necessárias para um resultado mais eficaz, é mesmo imprescindível o acompanhamento de um médico preparado para isso.

Eu preciso abandonar o tratamento convencional para começar esse tratamento?

R: É importante ressaltar que não é necessário abandonar nenhum outro tratamento para que o paciente se beneficie com o tratamento da vitamina D. O que acontece é que muitos pacientes, ao se verem beneficiados pela nova terapia, acabam deixando as injeções de interferon de lado. Pesam dois motivos principais: o desconforto em tomar medicamentos com efeitos colaterais a curto e longo prazo, ininterruptamente, e a maior efetividade da vitamina D, que regula o sistema imunológico ao invés de suprimi-lo.

Onde posso adquirir a vitamina D3?

R: Aqui no Brasil você só encontra nas farmácias concentrações muito baixas. Uma das mais populares, por exemplo, a Addera D3, vendida sob a forma líquida, contém 400 UI a cada três gotas, ou seja, uma quantidade irrisória, que não atende às necessidades de reposição. É necessário que o seu médico solicite a manipulação de Colecalciferol diluído em óleo. Nos EUA, também já existem produtos sendo vendidos na dose diária de 10.000 UI (10.000 UI por cápsula gelatinosa) > https://br.iherb.com/pr/healthy-origins-vitamin-d3-10-000-iu-360-softgels/21298

Como posso fazer para me proteger enquanto não inicio o tratamento com um médico?

R: Você pode começar tomando a vitamina D nessa dose considerada fisiológica, que é a dose que seu organismo produz com poucos minutos de exposição solar. Essa dose corresponde a 10.000 UI (Unidades Internacionais). Você pode tomar essa dose diariamente, de preferência pela manhã, após sua primeira refeição. Se fizer o mesmo exame posteriormente, muito provavelmente você já vai perceber uma mudança nos seus níveis de vitamina D3.

Esclerose múltipla tem cura?

Todas as doenças autoimune são desligadas com o tratamento com altas doses de vitamina D, ou seja, a doença para a sua progressão, a pessoa sabe que ela está lá, mas não sente mais os seus efeitos.

Quais são as doenças autoimunes tratadas com a vitamina D?

Alopecia – Areata – Anemia Aplástica – Anemia Hemolítica Auto-imune – Anemia Hemolítica Imune Induzida por Fármacos – Angeíte Leucocitoclástica Cutânea – Arterite de Células Gigantes – Arterite de Takayasu – Artrite Enteropática – Artrite Idiopática Juvenil – Artrite Psoriática – Artrite Reactiva – Artrite Reumatóide – Ataxia Cerebelosa associada a Anticorpos Anti-Descarboxilase do Ácido Glutâmico – Bronquiolite Obliterante Idiopática – Cardiomiopatia Dilatada – Cirrose Biliar Primária – Colangite Esclerosante Primária – Colite Ulcerativa – Deficiência Adquirida do Factor X – Degeneração Cerebelosa Paraneoplásica – Dermatite Herpetiforme – Dermatomiosite – Diabetes Tipo 1 – Doença Celíaca – Doença da Coagulação por Autoanticorpos anti-Protrombina – Doença da Coagulação por Autoanticorpos anti-Factor IX – Doença da Coagulação por Autoanticorpos anti-Factor V – Doença da Coagulação por Autoanticorpos anti-Factor VII – Doença da Coagulação por Autoanticorpos anti-Factor VIII – Doença da Coagulação por Autoanticorpos anti-Factor XI – Doença da Coagulação por Autoanticorpos anti-Factor XII – Doença da Coagulação por Autoanticorpos anti-Factor XIII – Doença da Coagulação por Autoanticorpos anti-Fibrinogénio – Doença de Addison Auto-imune – Doença de Behçet – Doença de Crohn – Doença de Goodpasture – Doença de Graves – Doença de Kawasaki – Doença de Lyme – Doença do Ouvido Interno Imuno mediada – Doença Linear a IgA – Doença Mista do Tecido Conjuntivo – Doença Ovárica Auto-imune – Doenças Indiferenciadas do Tecido Conjuntivo – Encefalite de Rasmussen – Encefalite Límbica – Encefalite Límbica Imuno-respondedora associada a Anticorpos anti-Canais de Potássio – Encefalomielite Paraneoplásica – Epidermólise Bolhosa Adquirida – Esclerodermia – Esclerose Múltipla – Esclerose Sistémica – Espondilite Anquilosante – Febre Reumática – Fibrose Pulmonar Idiopática – Gastrite Auto-imune – Glomerulonefrite Associada a ANCA – Granulomatose de Wegener – Hepatite Auto-imune Tipo 1 – Hepatite Auto-imune Tipo 2 – Hipofisite Auto-imune – Líquen Plano Penfigóide – Lupus Eritematoso Sistémico – Miastenia Gravis – Miocardite – Neuromiotonia Adquirida – Neuropatia Axonal Motora Aguda – Neuropatia Axonal Sensitivo-Motora Aguda – Neuropatia com Bloqueio da Condução Motora Aguda – Neuropatia Sensitivo-Motora Adquirida Multifocal – Neuropatia Sensitivo-Motora Desmielinizante Adquirida Multifocal – Neuropatia Motora Multifocal com Bloqueio da Condução – Neuropatia Panautonómica Aguda – Neuropatia Periférica Desmielinizante Paraproteinémica – Neuropatia Sensitiva Paraneoplásica – Neuropatia periferica sensitivo motora axonal, Neuropatia Sensitiva Pura Aguda – Neutropénia Auto-imune da Infância – Neutropénia Auto-imune Primária do Adulto e Adolescente – Neutropénias Auto-imune Secundária – Orquite Auto-imune – Pancreatite Auto-imune – Pênfigo a IgA – Pênfigo Cicatricial – Pênfigo Foliáceo – Pênfigo Gestacional – Pênfigo Induzido por Fármacos – Pênfigo Paraneoplásico – Pênfigo Vulgar – Pênfigóide Bolhoso – Poliangeíte Microscópica – Poliarterite Nodosa – Polimiosite – Poliradiculoneuropatia Desmielinizante Inflamatória Crónica – Poliradiculopatia Desmielinizante Inflamatória Aguda – Psoríase – Púrpura de Henoch-Schönlein – Púrpura Trombocitopénica Auto-imune – Sindrome de Churg-Strauss – Sindrome de Guillain-Barré – Sindrome de Miller Fisher – Sindrome de Morvan associado a Anticorpos anti-Canais de Potássio – Síndrome de Sjögren – Sindrome de Stiff-Person associada a Anticorpos anti-Descarboxilase do Ácido Glutâmico – Sindrome de Von Willebrand Adquirida – Sindrome deCogan – Síndrome do Anticorpo Antifosfolípido ou Sindrome de Hughes – Sindrome Miasténico de Lambert-Eaton – Sindrome Opsoclónico-mioclónico – Sindrome Paraneoplásico de Stiff-Person – Síndrome Poliglandular Auto-imune – Síndrome SAPHO – Tiroidite Auto-imune – Urticária Crónica – Uveíte Auto-imune – Vasculite Crioglobulinémica Essencial – Vasculite de Pequenos Vasos Pauci-imune – Vítiligo

 

MAS ATENÇÃO: Essa dose possivelmente não seja suficiente para o tratamento de doenças autoimunitárias, que apresentam resistência a esse hormônio. Portanto, mesmo tomando essa dose, devem seguir buscando consultar com um médico especializado nesse tratamento, pois só ele poderá aumentar as doses de acordo com as particularidades, os exames laboratoriais e o histórico de cada pessoa, garantindo que você não tenha nenhum problema com doses mais elevadas.

Para aqueles pacientes que já realizam o tratamento ou tem mais perguntas a respeito de como ele funciona, sugerimos que participem de uma dessas duas comunidades, onde centenas de outras pessoas que se tratam com a vitamina D podem ajudar a esclarecer suas dúvidas:

PROTOCOLO COIMBRA   Vitamina D para Esclerose Múltipla e Doenças Doenças Autoimune (Grupo no Facebook)
O grupo serve como referência para portadores de esclerose múltipla dividirem suas experiências sobre a terapia da vitamina D. É também um excelente lugar para se tirar dúvidas com pacientes mais experientes.

 

255 respostas em “Perguntas Frequentes

  1. Meu avô, de 84 anos, descobriu um câncer de pâncreas há alguns dias, e já está na corrente sanguínea. Vai começar a quimioterapia por esses dias. Gostaria de saber se ele poderia tomar 10 mil ui de vit d, por dia, (para ajudar na imunidade dele)…pois ele já teve pedras nos rins há um tempo atrás. Obrigada!

    • Oi, Camila. Ele fez o exame 25(OH)D3 para saber o nível da vitamina D? O fato de ter tido cálculo renal não é fator que impeça de suplementar a vitamina D. Seria interessante manter os níveis entre 60 e 70 ng/ml. Veja também com o médico se ele tem as funções renais preservadas, ou seja, se o exame de creatinina e de ureia dão normais. Isso é importante para poder tomar vitamina D. Se quiser, poder escrever no meu e-mail scaramellu@terra.com.br

  2. Olá , tenho esclerodermia(localizada) diagnósticada uns 16 anos e ano passado (2019) fui diagnósticada com urticária crônica , o protocolo é tratamento mais indicado? qual médico que devo procurar? Obrigada

    • Oi, Mariana. Existem pacientes com esclerodermia tratando-se com o Protocolo Coimbra. Veja aqui no Blog, lá em cima, a aba Médicos Protocolo Coimbra e escolha o mais próximo para você. Todos tratam doenças autoimunes pelo Protocolo Coimbra.

  3. Boa noite. Fui diagnosticada com osteoartrite(popular Artrose). Não a encontrei nessa lista. Ela não pode ser tratada com o protocolo Coimbra??? Por favor, preciso da resposta o mais rápido possível p não gastar a toa o pouco q tenho. Gratidão

    • Oi, Jaqueline. Artrose não á autoimune. Suplementar vitamina D sempre será benéfico, mas as altas doses são usadas para tratar as doenças autoimunes. A suplementação é feita com doses menores e não requer o controle do cálcio como acontece com doses elevadas. Sei que para artrose Dr. Cícero recomenda L-Glutamina na dose de 40 gramas por dia, distribuídos em 4 doses de 10 gramas. Você deve diluir em água ou suco e tomar nas refeições. Consumir clara de ovo também ajuda. Você compra L-Glutamina em pó em lojas de suplementos para atletas. Se quiser, pode escrever no meu e-mail scaramellu@terra.com.br

  4. Bom dia…
    Meu filho tem imunodeficiência primária comum variável, gostaria de saber se o tratamento é indicado para ele, ele faz reposição mensal de imunoglobulina, pois o IgG dele é baixo e a imunidade por sua vez fica afetada..
    Descobri depois de uma crise de herpes zoster no ouvido, e daí pra frente várias outras complicações, síndrome de hansei hant, paralisia facial, encéfite herpética..
    Como uso da imunoglobulina está super estabilizado… obrigada.

  5. Ola . Vou me consultar com uma medica aqui no meu estado , ES, daqui a 10 dias . Ela ja me pediu uma bateria de exame de sangue. Sera que eu paro de tomar o imunossupressor? Para poder fazer os exames de sangue ?

    • Oi, Caroline. Ligue no consultório do médico. Escolha o mais acessível sem se preocupar com a especialidade, pois o tratamento é para doenças autoimunes.

    • Oi, Ana Cristina. O Protocolo Coimbra trata doenças autoimunes e é o caso de PTI, sim. A vitamina D vai regular o sistema imunológico e fazer cair a níveis normais os anticorpos que estão provocando o ataque autoimune. Procure um médico na lista disponível aqui no Blog. Veja o menu acima Médicos Protocolo Coimbra.

  6. Minha médica que segue o protocolo disse que meu cálcio já está alto devido a tireoide e que talvez eu nem possa continuar… fiquei muito triste com isso.

    • Oi, Rita. Não sei se você tem Doença de Graves, que costuma provocar aumento dos níveis de cálcio. Não sou médica, mas sei que nesses casos é preciso primeiro tratar a Doença de Graves até controlar os hormônios e o cálcio. Depois se aplica o Protocolo, para não voltar a ter crises, ou seja para que os anticorpos não voltem a aumentar e a atacar a tireoide. Na dúvida, procure a opinião de outro médico do Protocolo.

  7. Meu nome é Leyla, estou iniciando meu tratamento no PC, moro em Sao Jose do Rio Preto/SP, aqui temos médicos q fazem parte da lista do Dr Cicero.Irei no Dr Mauro Penteado, ja peguei lista de exames para levar na 1a consulta.Tenho algumas duvidas em relação a alimentação. Sofro de Urticária Crônica a 9mese.

    • Leyla, querida…O médico do PC irá lhe fornecer uma dieta impressa para vc. Mas, já vou antecipando a vc que, alimentos ricos em cálcio estão TERMINANTEMENTE proibidos. A sua atenção a partir de agora, será sobre alimentos ricos em cálcio. Estes, não deverão estar na sua dieta.

  8. Eu tenho Lúpus e queria iniciar o tratamento mas também tô sem condições. Tive que sair do emprego por causa da doença, é muito difícil, minha família depende de mim pra pagar as contas. Não sei mais o que fazer… 😢

      • Vc é médica do PC? Pois o Protocolo trata nefrite lúpica, existem vários depoimentos de pacientes, vms tomar cuidado com informações sem avaliação médica 😉

      • Oi, Kika. Não sou médica e não estou avaliando nada. Apenas estou informando que problemas renais dificultam o tratamento com altas doses de vitamina D. Escrevi para a Jaqueline: “No caso de Lúpus é importante começar o tratamento com o Protocolo Coimbra antes de ter problemas renais”. Tenho paciente do Protocolo próximo a mim e sei que o controle das funções renais é importantíssimo na aplicação do Protocolo. E ouvi diretamente de médico do Protocolo o que disse à Jaqueline. Não é impossível, mas torna-se bem mais difícil o controle da dose da D e da excreção do cálcio.
        Você tem todo o direito de vir aqui e dizer à Jaqueline que conhece pacientes que tratam nefrite lúpica pelo Protocolo.
        E eu passo a informação que tenho.

    • Marcelo, o álcool, num organismo “normal” já desencadeia um processo inflamatório. Em nós, portadores de autoimunes, essa inflamação se POTENCIALIZA, quando ingerimos álcool. O protocolo Coimbra em si, não proíbe. Pode tomar sim, com moderação. Mas é sempre bom a gente lembrar desse detalhe..Que após ingerir álcool, mesmo fazendo o Protocolo, teremos uma crise inflamatória.

  9. Olá,
    Tenho artrite reumatoide e me trato com alta dosagem de vitamina d (75mil dia). Estou tentando engravidar, mas tenho dúvidas em relação ao perigo de calcificação do feto ou algum problema na gestação.
    Alguém tem experiência com essa situação e poderia me auxiliar?
    Abraços
    Patricia

    • Patrícia, há muitas mamães que já foram gestantes tratando-se pelo Protocolo. No facebook existe um grupo chamado Mães e bebês vitaminados.

      • Olá, boa noite! To precisando de número Telefone de médicos para tratamento de psoríase e púrpura. Não é pra mim são pra pessoas amigas, que preciso passar mais informaçõe. Alguém pode me passar? Obrigada.

      • Oi, Mariana.
        Aqui mesmo no Blog você encontra uma lista dos médicos. Veja lá em cima e clique na aba Médicos Protocolo Coimbra. Escolha o que for mais próximo para você, mesmo que a especialidade não lhe pareça adequada. O tratamento é sempre para doenças autoimunes.

    • Patricia meu amor, se vc seguir de modo fiel à dieta do protocolo….só correrá um risco na sua gravidez: o risco de seu bebê se desenvolver mais saudável, e ao nascer, nascerá uma criança perfeita, com sistema imune maravilhoso e seu baby ainda terá um desenvolvimento cognitivo avançado. Ou seja, vc e seu bebê serão muito felizes e saudáveis. ♡

  10. Oi, pode me tirar um dúvida, dos suplementos que uso , um ômega 3 além de ter DHA e ÉPA, tem também CLA e GLA 330 mg que uso uma vez por dia. Esse CLA e GLA pode ser usado , como estou tratando pelo Protocolo Coimbra ?

  11. Olá, fui diagnosticada com lúpus e hipertireoidismo, li vários relatos e vídeos de pessoas que estão fazendo o uso da vitamina D e estão bem, porém, infelizmente eu não tenho recursos para pagar uma consulta para fazer um tratamento, sei que são muitas pessoas sofrendo com doenças autoimunes, assim como eu, e que não tem como pagar, as restrições acerca de alimentos, o que comer ? o que fazer ? por favor, se tiver um anjo lendo este e-mail, dê-me uma luz, por favor, ajude-me… Agradecida.

  12. Boa noite! Já faço o uso de 10.000ui eu mudei de função no emprego e me descuidei com a quantidade de água, resolvi fazer um exame e mostrou 105,81 ng/mL de vitamina D3. Isso é em função da água?

      • Oi Cardozo, que bom q vc tem facilidade de absorção, vc não tem doença autoimune? Tá ótimo assim, mas na minha opinião, vc para uma semana, pra vc não ficar preocupado, pra que fique na faixa de 100 de vitamina D , Dep volte a tomar, dia sim e dia não de 10 000 ui , ou todos os dias, 5 000 ui, e refaça o exame pra vc vê q baixa. e seria bom conversar com um médico. continue tomando bastante água.

  13. Qual dose recomenda-se de vit D a se manter para proteger a saúde?
    De 30 ng/ml
    De 60 ng/ml ou
    De 80 ng/ml?

  14. Olá, boa noite, tenho interesse em consulta com algum medico do Protocolo, moro na Baixada Santista, por aqui não tem nenhum que atenda. Precisarei ir a SP, queria saber qual exames devo levar para a primeira consulta. Tenho artrose, nos joelhos e nas mãos, muita dor ,qual seria o médico mais indicado . Agradeço Iride Espero retorno por email!

  15. Boa noite.
    A restrição de leite e derivados, no Protocolo é permanente ou temporária?
    Se puderem esclarecer agradeço muito
    Minha filha iniciou há 1 mês apenas, o tratamento.
    Bruna

    • Oi, Bruna. A restrição é contínua. Pode ser que, conforme a dose que ela use e se os exames mostrarem níveis de cálcio baixos, o médico libere algum item, mas em princípio ela deve fazer a dieta direitinho. Se quiser, pode escrever no meu e-mail para conversar scaramellu@terra.com.br Minha filha faz o tratamento há mais de 7 anos.

    • Oi, Lis. Você pode consultar os médicos de Brasília, mas em Goiânia há uma médica muito experiente no Protocolo, embora ela seja oftalmologista. Na verdade, o Protocolo é para doenças autoimunes e uma das mais agressivas é a neurite ótica:
      DISTRITO FEDERAL
      Dr. Érico da Silva Carvalho – CRM-BA 14066
      Medicina Interna (RQE 8239) e Neurologia Clínica (RQE 8247)
      Brasília

      Comunidade Cristã

      Endereço: SRES QUADRA 2 Área Especial “E” – Cruzeiro Velho
      Referência : Em frente a Terceira DP
      Telefone: Marcação de Consultas: (71) 9-9726-4777

      Dr. José Wilson Ribas – Nutrologia e Prática Ortomolecular
      Brasília
      REVIV – Centro Avançado de Medicina Integrativa
      SGAS 610/611 conjunto F, bloco 1 – Centro Lúcio Costa, Sala 08, subsolo 1
      Telefones: (61) 3346-9994 e (61) 3346-9344
      site: http://www.clinicareviv.com.br

      Dra. Juliana Alexandre Craveiro Curado – Nutrologia
      Brasília
      Clínica Sahi
      SGAS 614, lote 99, Ed. Vitrium, sala 122
      Telefones: (61) 4141-1516 e (61) 8-8641-1000
      Dra. Ula Rebouças – Dermatologia/Fisiologia Hormonal
      Brasília
      Telefones/Whatsapp: (71) 9-9975-2490 – com Patrícia, somente Whatsapp

      GOIÂNIA

      Dra. Jacqueline Tosta Rezende – Oftalmologia
      Goiânia
      Centro de Diagnóstico Clínico
      Avenida D, 840, salas 403/404 – Setor Oeste (próximo ao Extra)
      Telefone: (62) 3565-1345

  16. Eu gostaria de saber o que se considera para a ingestão de alimentos a palavra “ consumo controlado” qual é a frequência ou quantidades que são aceitáveis. Tenho está dúvida para poder elaborar um cardápios dentro das exigência do protocolo para minha filha.

  17. Bom dia!
    Minha dúvida no momento é em relação ao cardápio semanal, para uma criança de 6 anos que está iniciando o protocolo.
    Desde já, agradeço quem puder ajudar
    Bruna

    • Oi, Fernando. De modo geral, o que sei lhe dizer é que a vitamina D, em doses adequadas ao seu caso, já que quem tem doenças autoimunes normalmente é resistente à vitamina D, vai regular o sistema imunológico e fazer cair os anticorpos que estão destruindo as plaquetas. Também é muito importante o controle emocional, pois os estresses costumam ser gatilhos para as crises de autoimunidade.
      Há relatos muito convincentes de paciente portadores de PTI, até com hemorragia renal, e que conseguiram controlar a doença.

  18. Bom dia! o protocolo é eficaz para todos que possuem doença autoimune, mas porque para algumas pessoas não é? Já vi relatos de pessoas que tem alopecia areata e fizeram o protocolo e não obtiveram resultados.

  19. Gostaria de tirar uma dúvida pois nunca ouvi nada sobre isso, como conservo o frasco de vitamina D em cápsulas de softgel? fica em temperatura ambiente? ou deve ser guardada em geladeira? Obrigado.

  20. Boa noite, gostaria de saber se este método pode ajudar a tratar criança com síndrome Nefrótica. Estou pra marcar uma consulta com o Dr André Lage.

    Obrigada. Se puder me responda no zap.
    31 998899980

    • Oi, Dayse. O tratamento é para doenças autoimunes. A vitamina D regula o sistema imunológico de modo que os anticorpos diminuem a níveis normais e cessa o ataque autoimune. Uma das dificuldades que se apresentam é justamente quando o paciente tem problemas renais, pois torna-se mais difícil controlar os níveis de cálcio e isso é fundamental no tratamento, já que, justamente, ao aumentar os níveis de cálcio no sangue, a vitamina D oferece risco para os rins. Os pacientes que se tratam pelo Protocolo Coimbra fazem dieta de restrição de cálcio (não consome leite e derivados) e hidratam-se bem para evitar problemas renais. Os exames periódicos visam a controlar os níveis de cálcio e as funções renais. Por exemplo: pacientes portadores de Lúpus Eritematoso Sistêmico são orientados a procurar o Protocolo e iniciar o tratamento antes de que os rins sejam afetados pela doença, pois quando já há lesão renal tudo fica mais difícil.

      • Entre as doenças autoimunes, é citado a Nefrite por Anca (glomerofrenite por Anca) , se é tratada pelo protocolo, pq dizer que quando os rins são atacados por anticorpos não pode fazer o protocolo? Confuso né?

  21. Tive o diagnóstico de A.R., iniciei 10.000 U de vit D e cheguei ao alvo 77 ng/dl, mas sinto que as dores pioraram! Após quanto tempo vou sentir a melhora? A vit D sempre atua na A.R ? Obrigada

    • O nível de 25 (OH)D no sangue é importante deixá-lo alto mesmo mas não é esse o parâmetro utilizado pelos médicos do Protocolo Coimbra, eles usam como parâmetro o Paratormônio (PTH) talvez essa dose de 10.000 UI que você tomou apenas elevou o nível dela no sangue, mas seu organismo pode ser resistente à vitamina D e não transformou ela em Hormônio D3 (Calcitriol), e portanto para tratar a doença vai precisar de uma dose muito mais alta para baixar o PTH, quando o seu PTH abaixar significa que o seu organismo está transformando a Vitamina D3 (Colecalciferol) e Hormônio D3 (Calcitriol).

  22. Oi tenho dermatite atopica só piora fico muito vermelha e meus remédios não estão fazendo efeito, cada crise queima mais minha pele, não consigo arrumar emprego nenhum. Gostaria de saber qual vitamina D (nome) poderia fazer efeito em mim. Queria muito conseguir fazer o protocolo Coimbra.

    • Olá, Layane. Desculpe-me a demora em lhe responder. Vou lhe responder no e-mail para garantir que você veja minha resposta.

      • Boa tarde !!!!! Poderia enviar no meu email também, tenho a mesma dúvida.

        Muito grata, Viviane

      • Boa tarde !!!!! Poderia enviar no meu email também, tenho a mesma dúvida.

        Muito grata, Viviane

  23. Pode me enviar por favor.
    O que se pode comer no protocolo Coimbra.
    Minha mãe e meu marido vao começar fazer com Dr Quedes.
    Envia tb para meu Wazzapp 9.9690.9876 obrigada.

    • Oi, Elizabeth. O médico do protocolo vai orientá-los. Não se preocupe. Em princípio vão cortar leite e derivados(queijos, doce de leite, pudim de leite, creme de leite, iogurte…), mas podem consumir um bolo ou purê que leva leite no preparo. O importante é evitar altas concentrações de cálcio.
      Outras dietas, como restrição de glúten por exemplo, não fazem parte do Protocolo Coimbra.

  24. Eu li que a pessoa pode continuar com o tratamento convencional até começar a se sentir melhor, no caso o remédio é Avonex. Obrigada.

    • Aline, minha filha tinha prescrição de Avonex, mas, graças a Deus, nunca provou essa droga! Você vai confiar na D e, quando ela parar o Avonex, vai ficar melhor que nunca.

  25. Olá, gostaria de saber se o Protocolo pode ser usado em uma criança de 12 anos com esclerose múltipla e se o Dr Coimbra a atenderia. Obrigada.

    • Oi, Aline. Eu lhe respondi no e-mail que você me enviou. É possível e muito eficiente tratar crianças com o Protocolo Coimbra.

  26. Olá. O meu neurologista receitou-me o Tecfidera, para a esclerose múltipla. Posso fazer a vitamina D ao mesmo tempo, e qual o nome das cápsulas? Já me falaram no vigantol gotas, e no Vigantolete, não sei que outros tipos há.. Obrigado.

    • Olá, Antônio. Você está em Portugal? Por isso citou o Vigantol?
      O Protocolo Coimbra utiliza doses muito elevadas de vitamina D, de modo que o paciente deve ser acompanhado por médico do Protocolo. De outro modo os rins estarão em risco.
      Normalmente usar imunossupressor junto com a vitamina D atrapalha a eficácia da vitamina, que na verdade é um hormônio imunorregulador. Minha filha tem E.M. e trata-se exclusivamente com o Protocolo Coimbra há quase 7 anos. Nunca utilizou os tratamentos convencionais, a não ser 3 sessões de pulsoterapia, antes de iniciar o Protocolo, no último surto que teve.Se quiser, escreva no meu e-mail scaramellu@terra.com.br

      • Acredito que suas explicações ajudam muito o grupo, porém quando o paciente começa o Pprotocolo Coimbra e já toma imunossupressores, cabe ao médico orienta-lo quanto deixar o remédio alopata, ou quando o paciente se sentir seguro.Então as orientações do médico do PC são exclusivamentes de caso para caso. Faça o Protocolo Coimbra e a medida que vc se sentir bem, provavelmente ficará só com a vitamina D. Boa sorte!
        .

    • Olá. O Protocolo Coimbra é eficaz no controle de doenças autoimunes e esse é o caso da alopécia areata. O tratamento é permanente.

      • Mas o paciente fica usando a super dose permanente ou depois 1 ou 2 a anos com bons resultados no tratamento, ela pode ficar usando só a dose considerada fisiologicamente?

      • Pode haver ajustes para mais ou para menos, conforme o caso. Minha filha está há quase 7 anos no Protocolo e toma uma dose bem elevada, o triplo de quando começou. Teoricamente, após 5 anos sem nenhuma crise, pode-se interpretar que o corpo perdeu aquela implicância autoimune, assim como uma vacina perde efeito. Mas isso é teórico.

    • Oi, Laudiceia. Eu não sou médica, apenas ajudo a divulgar o Protocolo Coimbra, voluntariamente. O que posso lhe dizer é que você precisa investigar a origem dessa anemia. Mulheres costumam ter anemia devido a fluxo menstrual intenso. Também pode ocorrer alguma perda de sangue oculto, pela urina ou fezes e, aí, é preciso fazer exames e ver o que está provocando essa perda. Glóbulos brancos sobem em quadros infecciosos, indicando que o corpo está se defendendo de algum agressor externo, alguma bactéria, que exigirá avaliação e antibiótico adequado. Se você tem baixa imunidade, pode ser que a vitamina D esteja baixa e você precise suplementar. A vitamina D em níveis bons, em torno de 60 ng/ml, ajuda muito no combate a viroses e infecções. Também é importante alimentar-se bem.Se quiser, pode escrever no meu e-mail, mas a minha ajuda é como amiga e mãe, em coisas do dia-a-dia, pois não sou médica. scaramellu@terra.com.br

    • Oi, Meire. Com certeza ajudará. No entanto, sendo bem honesta, as sequelas que você já tem não regridem completamente. As mais recentes podem sumir ou melhorar muito, mas deformações não costumam melhorar. De qualquer forma, com a dose devidamente ajustada, a doença deixará de progredir.

  27. Oi…gostaria de saber se tem alguém que tratou neuropatia periférica sensitivo motora com o protocolo Coimbra.Meu marido sofre dessa doença,descobrimos o tratamento a pouco tempo e pensamos em procurar atendimento.Seria bom ter opinião de quem ja o fez e falasse se ajudou ou não.Des de ja agradeço.

    • Oi, Mara. Depende da origem do problema. O protocolo Coimbra é para doenças autoimunes, mas a vitamina D é um poderoso hormônio, cuja ação é muito abrangente: tem poderosa ação anti-inflamatória, fortalece a musculatura etc etc. Nesse caso, uma suplementação adequada pode ser suficiente.
      No Facebook há grupos do Protocolo Coimbra onde você encontra pacientes das mais variadas patologias e que fazem o Protocolo. E você pode também ligar em algum consultório e perguntar.

  28. Boa tarde
    Minha tia foi diagnóstica com ELA já está sem movimentos nos braços está começando a tratar está na fase dos exames esse tratamento realmente e eficaz para essa doença nesse estágio?

  29. Olá boa tarde.
    minha esposa foi diagnosticada com Sindrome anti-sintetase. Não vi essa doença na lista. Será que os protocolos também tratam este tipo?

  30. Bom dia,
    Vi no site do protocolo que tens respondido a dúvidas sobre doenças que podem ser controladas com o protocolo, de origem auto imune, e gostaria de saber se o caso de minha filha pode ser agraciado com alguma melhora, visto que não ví nenhum caso citado em todos os videos do doutor Coimbra e não sei se é uma doença auto imune, apesar que acredito que ela tenha a imunidade muito baixa – infecção urinária de repetição. Minha filha tem 22 anos e sempre teve , quando bebê teve refluxo das vias urinárias, fez quimioprofilaxia até dois anos quando foi constatada no exame específico com contraste que a valvula estava corrigida e não havia mais refluxo, porém começaram infecções urinárias e amigdalites de repetição além de aftas constantes, que persistem ate hoje. Já consultou muitos urologistas e infectologistas – repetiu exames para ver se bexiga e sistema urinário tem algum defeito anatomico e está tudo normal. Tem infecções por vários tipos de bactérias, e não só a escheriquia colli. Fez já duas vezes a vacina de multipontos BCG e teve melhora por 2 anos cada vez, mas agora está novamente tendo infecções, estando tomando macrodantina de 12 em 12 horas sem interrupção por 3 meses e o infectologista está pensando em dar novamente esta vacina. Pode me informar se com o protocolo alcança essa enfermidade? Aguardo sua resposta! Desde já agradeço!

    • Olá boa tarde.
      minha esposa foi diagnosticada com Sindrome anti-sintetase. Não vi essa doença na lista. Será que os protocolos também tratam este tipo?

      • Oi, André. O Protocolo Coimbra trata doenças autoimunes. A vitamina D normalmente age bem em casos que envolvem problemas de imunidade.Vi que essa síndrome é considerada autoimune, portanto vale a pena tentar.

  31. Bom dia. Meu nome é Elisângela sou de Campinas SP, há exatos 6 anos fiz uma tatuagem e tive um processo alérgico que até hoje não consegui resolver e que me desencadeou vários outros problemas demartológicos como dermatite de contato, alergia a níquel, lauril sulfato de sódio …. Atualmente estou fazendo a remoção da tatuagem a laser porem sem muito sucesso pois alem de todos os problemas ainda venho sofrendo com a má cicatrização que coça muito e forma queloide. O maior problema é a coceira que acaba sendo “infernal” não só na tatuagem mas em várias outras partes do corpo, e de tanto se coçar acaba formando feridas. Fiz o uso continuo de muitos remédios a base de corticoides que aliviavam a coceira momentaneamente mas que durante o longo período de uso acabou me causando outros problemas de saúde como ganho de peso, dor nas articulações e etc. Fiz por um tempo o tratamento com uma alergologista de imunoterapia com dosagem de histamina e depois com vacinas, sem nenhum resultado. Também já fiz hemoterapia sem nenhum resultado. Gostaria de saber se o protocolo poderia me ajudar nesse processo de dermatite, e enfim sessar essa coceira que parece não ter fim?
    Desde já muito obrigada,
    Elisângela

    • Oi, Elisângela. Você poderia fazer uma suplementação com a dose fisiológica, que é 10.000 UI por dia, ou seja, o que o corpo produz quando nos expomos ao sol por cerca de 20 minutos. Quem está deficiente não recupera apenas tomando sol, precisa tomar a vitamina D.

  32. BOM DIA! SOU MÉDICA E GOSTARIA DE RECEBER MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O PROTOCOLO COIMBRA E ME TORNAR HABILITADA PARA TRABALHAR COM O MESMO. COMO DEVO PROCEDER?

    • Dra. Ana Lúcia Kanashiro
      Campinas
      Rua Maestro Florence, 30, Jd. Chapadão
      Telefones: (19) 3212-2884 e (19) 9 8195-5352 – para agendamento

  33. Boa tarde. Faço suplementação de vitamina D3 há 1(um) ano com 10.000. Meu exame recente de D3 deu 119(excesso de D3). ´Gostaria de saber se é perigoso manter este nível de D3, entre 100 e 150.

  34. Boa noite,meu nome é Maria Inês,sou do Rio de Janeiro,tenho 41 anos e há 4 estou em tratamento para uveíte bilateral autoimune agravada com coroidite. Alguém saberia me informar sobre melhora em tratamento dessa doença com Protocolo de Coimbra?
    Grata

    • Oi, Maria Inês. Sugiro que, para obter esse tipo de informação, você procure no Facebook os grupos de pacientes do Protocolo Coimbra. Peça para ser adicionada aos grupos fechados.

    • Oi, Ciça. Sabemos que a carência de vitamina D provoca perdas cognitivas que se confundem com sintomas iniciais de Alzheimer. Mas a doença Alzheimer não é autoimune e o Protocolo Coimbra é indicado para o controle de doenças autoimunes. Ou seja a suplementação com doses de 10.000 UI pode ser útil, mas isso é apenas suplementação, não é o Protocolo Coimbra.
      Dr. Cícero trata Alzheimer porque é neurologista, além de ter criado o Protocolo Coimbra, que trata doenças autoimunes.

  35. Boa noite!Gostaria de tirar uma dúvida ,minha irmã tem doença mista do tecido conjuntivo,fez uma consulta com uma Doutora da equipe do Dr Coimbra,em São Paulo,a três semanas começou o tratamento,mas ela não teve melhora do quadro,na realidade a minha dúvida é quanto tempo de tratamento para se ter um retorno?Já falei para falar com a médica dela,mas ela não gosta de incomodar!Mas estou preocupada,porque ela está com um incômodo na garganta,ela diz que é como se o canal estivesse menor,não tem dificuldade para engolir,mas fica o tempo todo puxando como se tivesse um pigarro.Se puder me esclarecer eu agradeço de coração,porque estou muito preocupada.Att,Flávia.

    • Oi, Flávia. A sua irmã pode mandar um e-mail para a médica, sim. Principalmente se esse sintoma é novidade. A dose de vitamina D que ela está tomando vai chegar ao nível máximo em dois meses. Na segunda consulta, a médica vai comparar os exames com os que ela fez antes de iniciar a D e fará um ajuste da dose, se necessário. As primeiras melhoras podem aparecer já nos primeiros dois meses, ou depois do ajuste. Caso a resistência à vitamina D seja muito elevada, serão necessários outros ajustes até a dose ideal ser alcançada. Fale com a médica para saber se neste momento, ainda no início do uso da D, será necessária alguma intervenção com tratamento convencional (corticoides?) para evitar uma crise.

  36. Vc poderia recomendar um médico que faça esse protocolo na Suíça? Tenho Hashimoto (tireoidite autoimune). Poderia enviar a resposta por email, por favor?

  37. Olá, tenho Doença de Hashimoto (tireoidite autoimune) e uma severa intolerância à lactose e à gluten tenho muito interesse em fazer o protocolo. Moro na Suíça. Você poderia recomendar um médico? Obrigada.

    • Oi, Camila. O endereço que temos nas Suíça é:
      SUÍÇA

      Dr. Roland Weisser
      Dermatology, Preventative – Integrative – Functional – Regenerative Medicine
      Binzallee 26
      8055 Zürich, Switzerland
      phone: +41 44 – 450 40 83
      email: coimbraprotokoll @ vitadermis.ch
      web: http://www.vitadermis.ch

  38. Moro em Recife PE . E quero saber aqui onde posso encontrar c médico para fazer minha consulta. Sou Fibromialgico,diagnosticado a anos c FIBROMIALGIA e não sei pq só fazer c tanta, tanta dor diariamente. Me ajudem

    • Oi, Silvano. Eu respondi ao seu outro comentário, sem saber que é de Recife. Leia lá. Aqui vai a lista dos médicos de Pernambuco:
      Dr. Carlos Bayma – Urologia e Medicina Funcional Preventiva
      Recife
      Empresarial Itork
      Rua Francisco Alves, 326 – Ilha do Leite
      Telefones: (81) 3221-0523 e (081) 3423-6741
      Marcação diretamente com as secretárias: Danielle – Cel: (81) 9894-0194 e Silvânia Cel: (81) 9544-6007 (horário comercial)

      Dr. Helio Mororó Vieira de Mellos – Cardiologia e Geriatria
      Caruaru
      Clínica Vivaz
      Rua Saldanha Marinho, 990 – Maurício de Nassau
      Telefones: (81) 3095-4011 (secretária), (81) 3136-1488 e (81) 9-9823-0660 (Whatsapp da clínica)

      Dr. Mario Italo
      Recife
      Av. Engenheiro Domingos Ferreira, 636, Ed. Clinical Center, sala 403 – Boa Viagem
      Telefones: (81) 3465-2882 e (81) 3064-0050
      Atendimento de segunda à sexta-feira
      Secretária: Betânia
      emails: melobetania@hotmail.com e marioitalo@clinicadrmarioitalo.com

      Dra. Patrícia Guarino
      Recife
      Morphos LIFE – Espaço Multidisciplinar de Atenção em Saúde e Bem-estar e Boa Longevidade
      Rua Engenheiro Oscar Ferreira, 218 – Casa Forte
      Telefone: (81) 3241-0776

      Dra. Satya Nahu – Cardiologia e clínica médica.
      Petrolina

      Cardioclínica

      Rua Crispim Amorim Coelho, 137 – Centro
      Telefone: (87) 98132-0413

  39. Bom dia!
    Tenho Distonia Segmentar, moro em Varginha MG – Gostaria de saber onde poderia fazer tratamento, e se possível, saber o custo. E se existe pela Rede Pública de Saúde. Agradeço muito, pois sofro à 7 anos.
    Se puderem, me dê o máximo de informações possível, por favor!
    Faço tratamento em BH mas nada resolve.
    Aguardo resposta o mais rápido possível. Muito obrigada!
    Sandra

    • Oi, Sandra. O Protocolo Coimbra é um tratamento para doenças autoimunes. A Distonia Segmentar parece ser hereditária. Portanto o tratamento não se aplica.
      No entanto, é sempre bom, do ponto de vista neurológico, ter a vitamina D em níveis bons no organismo. O ideal é ter os níveis próximos de 70 ng/ml e isso se consegue tomando 10.000 UI por dia (20 gotas de Depura 500). Você só não pode ter problemas renais, precisa ter creatinina e ureia normais para tomar 10.000 UI por dia.

  40. Boa tarde, eu tenho artrite reumatoide e realizo a auto-hemoterapia, gostaria de saber se eu posso fazer simultaneamente com as altas doses de vitamina D, já que ambos são para aumentar a imunidade?

  41. Oi, tenho dermatite atópica, e vivo em crise, andei pesquisando e vi a possibilidade de tratamento com o Protocolo Coimbra, ao início do tratamento toda a alimentação muda, isso é o que mais me assusta, pelos meus hábitos alimentares, pois seria uma grande mudança. O tratamento é para a vida toda? Fiz um exame rescentemente de 25 (OH) D e deu 39 ng/ml. Mas como li aqui não sei se é um bom parâmetro para se basear. Consigo melhorar só com a alimentação e exposição solar? Ou o mais indicado seria iniciar o protocolo?

      • Sim, Karen, em princípio é para a vida toda. Mas as consultas de controle passam a ser a cada dois anos. Pode ser que, se a doença autoimune ficar muitos anos inativa, se possa diminuir a dose de vitamina D. Cada caso é um caso.

  42. Gostaria de saber se posso usar o Protocolo Coimbra para o tratamento de sinusite crônica?
    Pois já realizei duas cirurgias, entretanto a cada 2 meses continuo tendo recorrência, utilizando vários antibióticos sem resultado, no ultimo exame de sangue realizado minha vitamina D estava de 18.

    • Oi, Mirella. O Protocolo Coimbra é para doenças autoimunes. No seu caso, se você mantiver os níveis de vitamina D em torno de 70 ng/ml, ficará com a imunidade muito boa e isso vai ajudá-la contra todo tipo de agressão externa: infecções e viroses. 18 é bem baixo. Se você tem pelo menos 50 quilos de peso e não tem problemas renais (ureia e creatinina normais), você pode tomar a dose fisiológica, ou seja o que você produziria tomando 20 minutos de sol com pouca roupa. Essa dose é 10.000 UI por dia. Você consegue isso tomando 20 gotas de Depura 500 (que tem 500 UI por gota). Os níveis chegarão em torno de 70 ng/ml e você vai se sentir mais disposta. E não deixe de tomar sol, mesmo tomando 10.000 UI por dia, pois o sol ainda traz outros benefícios além da produção de vitamina D. Outra coisa: só tomar sol não é suficiente para elevar níveis baixos de vitamina D. Nessa fase é preciso suplementar por alguns anos seguidos.

  43. Boa tarde, descobri a pouco tempo que tenho granulomatose de wegener, muito sofrido os tratamentos, gostaria de saber se a complementação com a vitamina D, ajudaria no tratamento. Gratidão!

    • Oi, Cristiane. Não sou médica. Minha filha é paciente do Dr. Cícero e eu ajudo aqui no Blog. Vi que essa patologia se caracteriza pela presença de um tipo de anticorpos, na grande maioria dos casos. E fora isso a sua etiologia é desconhecida. Também vi que o paciente obtém melhoras clínicas com o uso de corticóides. Diante disso, arrisco dizer que o poder anti-inflamatório da vitamina D e a sua capacidade de controlar anticorpos pode, sim, beneficiá-la. Procure um dos médicos do protocolo (veja a lista aqui no Blog). E, se quiser, pode escrever no meu e-mail scaramellu@terra.com.br

  44. Olá, sou acadêmico de medicina e gostaria de esclarecimentos se o excesso de vitamina D pode causa hipervitominose em pessoas que possuem a taxa de vit D dentro dos padrões. Outra dúvida é um caso apresentado em forma de PBL na faculdade e gostaria que fosse esclarecido um pouco. Uma paciente com suspeita de vitiligo, eu aplicaria vit D mesmo se suas taxas estivessem normais para a vit D e sabendo da eficácia do protocolo e além de que problemas como litíase renal e hiperparatireoidismo pode acabar acometendo a paciente? Obrigado

    • Oi, Matheus. Muito bom o seu interesse, mas requer uma aula! Vou explicar o que sei. Mas você encontra aqui no Blog links para vídeos onde Dr. Cícero explica tudo isso muito bem.
      É preciso fazer uma distinção entre suplementação de vitamina D e tratamento de doença autoimune com altas doses de vitamina D (Protocolo Coimbra).
      No caso de suplementação, os níveis no exame 25(OH)D3 devem chegar a 70 ng/ml. Normalmente se chega a isso tomando 200 UI por quilo de peso do paciente, até o limite de 10.000 UI, correspondentes a dose de adulto. Após 2 meses os níveis estabilizam e não sobem mais, porém se a pessoa parara de tomar, logo caem. É preciso tomar por alguns anos.
      No tratamento de doença autoimune: são pacientes que têm resistência à vitamina D, de modo que necessitam níveis mais elevados no exame 25(OH)D3, para ter os resultados esperados da vitamina D, principalmente na regulação do sistema imunológico, de modo a evitar ataques autoimunes, hiperimunes ou baixa imunidade. Níveis normais em quem tem vitiligo não adiantam para controlar a autoimunidade.
      Não sei se esclareci todas as suas dúvidas. Procure os vídeos aqui no Blog.

  45. Olá boa tarde! Tenho consulta agendada para fim do mes de setembro, gostaria de saber quais sao os exames solicitados para que eu vá munida do maior numero de informações para que possa iniciar o tratamento, Grata

  46. Olá! Sou portadora de polimiosite faz dois anos. Tenho tratado com os medicamentos convencionais e respondo bem ao tratamento, contudo temo ficar refém dessas drogas pesadas para sempre. Ando pesquisando muito sobre o protocolo mas confeso que fico um pouco apreensiva. Tenho 3 perguntas:

    1. Para se tomar a dose de 10000ui de manutenção é preciso ter mais de 50kg?
    2. Por que a carne bovina e suína são alimentos de consumo “moderado”?
    3. Como o médico do protocolo sabe a dose de vitamina d que é efetiva para o meu caso?

    Obrigada!

    • Oi, Renata. Sobre as suas perguntas:
      10.000 UI é a dose para quem tem pelo menos 50 quilos. Uma criança, por exemplo, com 30 quilos, deve tomar 6.000 UI. A paritir de 50 quilos, a dose já é de adulto, ou seja, 10.000 UI.
      Carnes bovina e suína, quando preparadas em altas temperaturas, apresentam uma toxina, aminas heterocíclicas, que é neurotóxica. Daí a recomendação.
      O médico define a dose inicial considerando o seu peso, a cor da pele, a agressividade da doença. E depois faz ajustes conforme o resultado dos exames.

    • Oi, Gabrielli. Converse com o seu médico do Protocolo Coimbra. Você pode parar a medicação, mas precisa manter a dieta com restrição de cálcio por pelo menos dois meses.

  47. Boa tarde,
    Sou médico trabalho com nutrologia e medicina esportiva. Tenho muito interesse em aprender o protocolo Coimbra. Como posso fazer ?

    Atenciosamente

    • Oi, Igor. Entre em contato com o consultório (vou lhe mandar o endereço por e-mail). Envie currículo, manifeste o seu interesse e onde atenderia. Existe uma fila de espera, mas depende até do interesse pelo local de atendimento. O treinamento é gratuito e acontece em São Paulo, na Clínica do Dr. Cícero.

  48. Boa noite.
    Tenho insuficiência renal crônica, advinda de uma doença renal policística. Tomo 10.000 UI de vitamina D3 por dia, mas li que isso poderia ser prejudicial aos meus rins. Isto é verdade ou mais um mito? Desde já, agradeço as informações.

    • Oi, Regina. 10.000 UI de vitamina D por dia são seguras para quem tem as funções renais preservadas (ureia e creatinina normais). Se esse não é o seu caso, só um médico poderá lhe dizer qual dose é segura para você.

  49. Olá, qual a diferença entre as cápsulas oleosas e a gelatinosas com excipiente em pó? Faço o tratamento com o protocolo, mas por um engano, comprei as gelatinosas com excipiente em pó.

    • Oi, Gabriela. A vitamina D em cápsulas gelatinosas foi preparada em óleo e depois passou por processo de secagem. O problema é que há dúvidas se, em altas doses, a absorção é a mesma. A farmácia Sensitiva desenvolveu um método aumentando a quantidade de óleo e estava avaliando a eficácia em alguns pacientes, mas eu não sei lhe dizer a que resultados chegaram.

    • A vitamina d3 ela é absorvida em maior quantidade quando ingerida com óleo, no caso tera que que ingerir com alimentação que possua óleo, de preferência ao azeite de oliva, óleo de coco, e ate mesmo a banha de porco.

  50. Boa noite! Tenho uma consulta marcada com Dr. Wanderley Ribeiro Pires de Campinas mas não achei o nome dele na listagem de profissionais. Poderiam me explicar porque? Obrigada!

    • Oi, Daniele. Dr. Wanderley prioriza dietas om várias restrições (glúten, açúcar etc). Não segue propriamente o Protocolo Coimbra.

  51. Boa tarde, meu nome é Fernanda fui diagnosticada com espondiliate anquilosante, onde encontro um especialista? moro em Varzea da Palma – MG.

    • Oi, Fernanda. O Protocolo Coimbra é muito eficiente no controle da Espondilite Anquilosante. Em Minas Gerais, procure:
      MINAS GERAIS

      Dr. André Augusto da Costa Lage – Clínica Geral e Acupuntura
      Vespasiano
      Rua Alfredo Albano Costa, 85 – Bairro Jardim Itau – Próximo à Maternidade
      Telefones: (31) 3621-9240 e (31) 9276-3550

      Dr. André Monteiro – Anestesiologia e Acupuntura
      Juiz de Fora
      Rua Ataliba de Barros, 182, sala 309, Ed. Rossi 360 (ao lado do Independência Shopping) – São Mateus.
      Telefone: (32) 9-8896-5871

      Dra. Jéssica Souza Tilli
      Juiz de Fora
      Clínica Médica Sant’Anna
      Rua Herman Toledo, 407 – Sant’Anna
      Telefones: (32) 3231-1032, (32) 3231-1013 e (32) 9-8451-7910

      Dr. Mikhael de Mattos Marques
      Juiz de Fora
      Clínica Médica Sant’Anna
      Rua Herman Toledo, 407 – Sant’Anna
      Telefones: (32) 3231-1032, (32) 3231-1013 e (32) 9-8451-7910

      Dra. Ula Rebouças – Atendimento bimestral
      Belo Horizonte
      Rua Paracatu, 1154, sala 805 – Santo Agostinho
      Telefone: (31) 3335-2189

      Dra. Virgínia Simões Lima
      Montes Claros
      Santé Clínicas Integradas
      Rua Daniel Costa, 35 – Bairro Jardim São Luiz
      Telefones: (38) 3221-0610 e (38) 9-9979-0284
      email: sante.clinicas@gmail.com

  52. Ganhei uns fracos de vt D de 200 ui como posso tomar para chegar a quantidade diária nescessária , tenho esclerose múltipla

    • Oi, Lucineide. Para tratar esclerose múltipla você precisa de doses elevadas que não serão atingidas com gotas de 200 UI. Você pode suplementar com 10.000 UI, e para isso precisa de 50 gotas, mas é apenas uma suplementação, uma dose recomendada para quem não tem doença autoimune. Você precisa passar com um médico para ver a sua dose e seguir todas as orientações. Você é de São Paulo? Pode escrever no meu e-mail scaramellu@terra.com.br

  53. Minha filha tem fibromialgia desde 13 anos. No grupo do Facebook algumas pessoas me indicaram o Tratamento pelo Protocolo Coimbra. Eu não sabia que a fibromialgia era doença auto imune, mas tenho lido reportagens sobre pesquisas que apontam para isso. Quero saber se o Dr Coimbra tem experiências com pacientes fibromiálgicos.

  54. Ola, notei que na lista de doencas tratadas com altas doses de D3, aparece a epidermolise bolhosa. Voce sabe quais foram os medicos que trataram? Obrigada

    • Oi, Patrícia. O Protocolo Coimbra é para doenças autoimunes e os médicos o aplicam independentemente da especialidade em que atuam.

      • Olá! Sobre Epidermolise Distrofica Recessiva, sabe dizer se há bons resultados com o Protocolo???

        Grata

  55. Bom dia, meu nome é Carla e tenho um filho de 8 anos diagnosticado com purpura trombocitopenica, onde encontro um especialista que trate crianças? moro em Natal RN, o medico que atende aqui não atende criança.

    • Oi, Carla. Há médicos em São Paulo que atendem crianças. Na Clínica do Dr. Cícero, na rua Dr. Diogo de Faria, ou esses assistentes em outros consultórios, como o Dr. Danilo. Você já tentou suplementar adequadamente a vitamina D do seu filho? São 200 UI por quilo de peso dele. Aguardo o seu e-mail para esclarecer alguma dúvida: scaramellu@terra.com.br

  56. ola, boa tarde!
    minha mãe tem sindrome de guillan barré, polirradiculoneurite e neuropatia diabética, além de diabetes e pressão arterial. a sindrome a afetou em 2005 e a bainha de mielina não se refez totalmente ficando muitas sequelas. gostaria de saber se este protocolo se aplica a ela, ou se há alguma chance de melhora. também gostaria de saber se tem algum médico mais proximo a Novo Horizonte – SP já que ela não dispõe de boa mobilidade.
    obrigada.

  57. Bom dia !
    Gostaria de saber o uso deste protocolo em neuropatia periférica. A minha mãe tem essa patologia há 4 anos e sem sucesso nos tratamentos atuais. A neuropatia dela não teve sua causa definida, a principio seria pelo uso do Amiodarona por muitos anos.Já fez praticamente todos os exames disponíveis no Brasil, só não fez biopsia do nervo.
    A taxa da vitamina d dela está em torno de 40 ng/mL.
    Em Uberaba tem algum médico que utiliza deste protocolo?

    • Oi Jose, eles te responderam? como vc procedeu? minha mae também está com problema autoimunitario e moramos em uberaba. o que vc me sugere? Muito obrigado espero que ela tenha sarado.

      • Oi, Douglas. As opções em Minas Gerais são as seguintes:

        MINAS GERAIS

        Dr. André Augusto da Costa Lage – Clínica Geral e Acupuntura
        Vespasiano
        Rua Alfredo Albano Costa, 85 – Bairro Jardim Itau – Próximo à Maternidade
        Telefones: (31) 3621-9240 e (31) 9276-3550

        Dr. André Monteiro – Anestesiologia e Acupuntura
        Juiz de Fora
        Rua Ataliba de Barros, 182, sala 309, Ed. Rossi 360 (ao lado do Independência Shopping) – São Mateus.
        Telefone: (32) 9-8896-5871

        Dra. Jéssica Souza Tilli Marques – Neurologia – CRM/MG 67.794 – RQE n.º 44410
        Juiz de Fora
        Clínica Débora Valadão – Edifício Rossi 360 Home e Business
        Rua Ataliba de Barros, 182 – Sala 1303 – Bairro São Mateus
        Telefones: (32) 3225-1950 e (32) 9-8801-3098.
        Dr. Mikhael de Mattos Marques – CRM/MG 57.030
        Juiz de Fora
        Clínica Débora Valadão – Edifício Rossi 360 Home e Business
        Rua Ataliba de Barros, 182 – Sala 1303 – Bairro São Mateus
        Telefones: (32) 3225-1950 e (32) 9-8801-3098

        Dra. Ula Rebouças – Atendimento bimestral
        Belo Horizonte
        Rua Paracatu, 1154, sala 802 – Santo Agostinho
        Telefone/Whatsapp: (71) 9-9975-2490
        Dra. Virgínia Simões Lima
        Montes Claros
        Santé Clínicas Integradas
        Rua Daniel Costa, 35 – Bairro Jardim São Luiz
        Telefones: (38) 3221-0610 e (38) 9-9979-0284
        email: sante.clinicas@gmail.com

  58. Bom dia! Sou medico endocrinologista e gostaria de saber como posso fazer para adquirir os conhecimentos sobre o protocolo, há algum curso? estágio? Obrigado!

  59. Oi , meu bebê de um ano tem dermatite atópica, ele tem muitas lesões na pele e muita coceira. Estou pensando em procurar um médico que faça este protocolo.

  60. Olá. Tive uma fase de alcoolismo que durou 3 anos e perdi 30% de ereção devido a neuropatia alcoólica. Gostaria de saber se o protocolo coimbra melhoraria esse aspecto. Peço que vocês me respondão pois estou muito deprimido.

  61. Eu me chamo Viviana Brandāo, eu tive doença de graves e precisei retirar tireóide, então desenvolvi hipoparatireoidismo. Sentia fortes dores, formigamento em mãos e pés e boca, constante, e acordava todas as noites com dormência nos meus braços e sempre tinha
    Câimbra. Mesmo tendo calcio já regulado continuava tendo estes sintomas, até que
    Iniciei um tratamento com vitamina d 10mil Ui dia, então desde que iniciei este tratamento não tenho mais nem
    Um sintoma. Muito feliz.

  62. Olá!
    Há alguma diferença na ingestão do produto em cápsulas ou em softgel? Inicialmente havia comprado softgel, mas dessa vez me confundi e pedi em cápsulas…. Grata pela atenção!

  63. Olá !
    Obrigada pelo site utilíssimo, informativo. Farei o exame de sangue mas já ordenei a manipulação de 90 cápsulas gelatinosas de D3 10.000UI.
    Minha médica pediu outros exames de sangue. Espero que minha saúde se restabeleça com este tratamento.
    Abraço, WandaCampos

  64. Bom dia a todos!

    Eu suplemento com vitamina d 5 mil UI por dia.

    Costumo tomar da marca NOW. Encontrei uma promoção da marca Newton-Everett Biotech em cápsulas gel. Alguém tem referência sobre esta marca, sabe dizer se é confiável?

    Desde já sou grata!
    Ana

    • É um produto americano, onde o controle de suplementos é mais rígido que no Brasil. Não há motivo para se acreditar que não seja confiável.

    • Olá Bernardo,

      Eu comecei a tomar há aproximadamente um ano atrás 10 mil UI por dia, hoje tomo 5 mil UI. Antes eu vivia gripada, a cada dois meses pelo menos pegava uma bela gripe. Depois que comecei a tomar, melhorei muito. Ainda tenho crises alérgicas mas elas diminuiram bastante de intensidade e de frequência. Imagino que pra sua sinusite e dermatite deva ajudar muito também, porque também costumam ter fundo imunitário.

      • Tem razão, tem reflexos mesmo na saúde em geral. Eu também nunca mais fiquei gripado, e já faz mais de cinco anos…

  65. Estou fazendo tratamento com vitamina D 60.000 ui diários para Doença de Crohn, e recentemente apareceu uma coceira insuportável nas pernas à noite após o banho. Será que isso está relacionado à vitamina???

    • Leia o FAQ nesta página, lá está dizendo:

      “Inicialmente, devemos lembrar que este site é mantido por pacientes entusiastas do tratamento, e não pelo Dr. Cícero Coimbra e nem por uma equipe de médicos. A intenção em manter este espaço é de que essas informações estejam ao alcance de todos.”

      “De qualquer maneira, nossa principal orientação é a de que o tratamento de doenças autoimunitárias com doses elevadas de vitamina D (doses superiores àquelas produzidas por exposição solar) deve ser realizado necessariamente sob orientação médica. Não se deve realizar esse tratamento por conta própria pois existe uma série de parâmetros que devem ser avaliados para calcular a dose de cada indivíduo, além de garantir que não haja qualquer possibilidade de efeitos colaterais.”

      Para dúvidas e intercorrências desse tipo, o melhor a fazer é procurar o médico que o acompanha no protocolo da vitamina D. Boa sorte.

  66. Não tenho conhecimento de casos de polimiosite tratados com vitamina D. Mas ela é, sim, eficaz no tratamento de toda doença autoimune. Há grupos no Facebook de pacientes, amigos e familiares de pacientes que seguem o protocolo da vitamina D. Acesse um desses grupos para mais informações. Sugiro o grupo “esclerose múltipla tem solução”, com mais de 7 mil membros. Poucos pacientes acessam este site. Boa sorte.

  67. Oi gostaria de saber mais sobre o tratamento com a vitamina D,pois me trato de uma doença chamada POLIMIOSITE e vi e reli muitos relatos,até em videos sobre altas dosagens de vitamina D no tratamento de doenças auto imunes,embora os maiores relatos seja de esclerose multipla.Conversei com minha medica sobre e ela nao quer fazer por nao ter respaldo de eficacia,mais fiquei animado com os relatos e acho que poderia me ser util peço ajuda de vocês.Tambem gostaria de saber sobre a Auto hemoterapia se também pode me ser de grande ajuda.Sou do Rj mais se for preciso viajo se nao tiver medicos que façam esse tratamento por aqui.

  68. Por favor, me passem o telefone do Dr. cicero, pois estes telefones que tem no site nenhum deles atende e eu preciso muito marcar uma consulta com ele. Sou portadora de EM há 12 anos.
    Atenciosamente,
    Anna Beatriz

  69. Olá! Sou portadora de artrite reumatóide e síndrome de sjogren. Gostaria de saber se o tratamento com a vitamina D poderia ser útil para o meu caso. Já fiz o exame da vitamina D que apresentou deficiência. Desde já agradeço.

    • Boa trade, Também desenvolvi artrite reumatóide e Sjogren depois da chickungunha e gostaria de saber se funciona pra mim;

  70. Não sei, não conheço a chinesa.
    As pessoas preferem as manipuladas em farmácia não pela qualidade, mas pela praticidade, para não precisar tomar muitos comprimidos de uma vez. É o meu caso.

  71. Na verdade, o medico só receitou para mim 10000ui por 6 meses. como eu vi no video que a melhor é de origem italiana,e aqui na minha cidade as farmacias só tem de origem chinesa.
    como a que você me mostrou e a importada, isto demora muito,gostaria só que você me
    confirmace sé a chinesa realmente presta, antes mandar manipular.

  72. Na verdade, a mais usada é mesmo a manipulada em farmácia, mas essa que citei serve para aqueles que precisam de dosagens menores, de até 10.000 UI.

  73. eu sou deficiete de vitamina d3 . fui em algumas farmacia de manipulação mas dodas elas só tem
    a vitamina d3 de origem chinesa. você saberia me dizer se esta presta? qual vitamina que
    vocês usa nos seus tratamentos?

  74. Nandi,
    Fico muito feliz com sua recuperação. Tenho lido muito a respeito do Dr. Cicero. Impressionante este tratamento. Tenho divulgado o trabalho dele e espero que outros se tornem usuários deste “milagre”.
    Boa sorte, Baku/Patricia

    • Só lembrando: o Dr. Cícero recomenda o sol também. Mas juntamente com a suplementação vitamínica. Faça assim, tome os 10.000 UI diários recomendados nesta página, é possível que já sinta algum benefício. E procure outros médicos fora de São Paulo que possam atendê-la com mais urgência. É sua saúde, seu restabelecimento! Acredite, as melhoras são rápidas – e definitivas. Viaje para onde houver um médico que a possa atender. O protocolo é o mesmo, todos eles aprenderam o tratamento com o próprio Dr. Cícero, a prescrição é simples, a partir dos exames de 25(OH)D3, paratôrmonio e alguns outros.

  75. Prezada Carmem, pelo que me lembro das explicações do Dr. Cícero, pacientes como nós têm deficiência na absorção dessa substância. Não creio que apenas o sol tenha efeito terapêutico pleno, ou o Dr. Cícero recomendaria apenas banhos de sol diários, “dieta” fácil de ser seguida em país ensolarado como o Brasil.

  76. gostaria de saber se na falta de encontrar no momento um medico se posso tomar sol ? isso ajudaria ? sou portadora de esclerose multipla

  77. Maria Emilia, Bom Dia
    Li o depoimento de muitos com EM,
    e quase não li pessoas com outras tipos de doenças autoimunes tipo Lúpus
    que é meu caso ,Ah alguem q faça o tratamento com as vitaminas q possa me
    me falar,aguardo contato emiliaasd@hotmail.com.
    Abraços todos

    • Um dos casos que mais impressionaram de pacientes do Dr. Cícero foi o de uma mulher, que tinha Lúpus Eritematoso. É uma das poucas enfermidades autoimunitárias em que as melhoras são visualmente perceptíveis, e por isso impressiona. Marque sua consulta logo.

      • Oi Fernando..como adoraria me consulta com o Dr. Cicero,
        mas financeiramente não tenho como,moro muito longe no interior de Pernambuco
        passei um e-mail, mas não tive resposta, e vou aguardando até Deus me dar uma
        chance.
        Um abraço e lhe agradeço a sua atenção

    • Maria Emilia, você tem facebook? Se tiver, entre em algum, ou alguns, dos grupos que têm lá, de pacientes e familiares de pessoas que fazem o tratamento da vitamina D para doenças autoimunes. Muitas informações podem ser obtidas lá, as pessoas são bem atenciosas. E tem de tudo, gente com lúpus, artrite reumatoide, esclerose múltipla, etc. Seguem os links de três grupos, alguns com mais de 1.800 participantes:
      http://www.facebook.com/groups/190960337581683/
      http://www.facebook.com/groups/528624870516079/
      http://www.facebook.com/groups/587550597925205/
      Boa sorte,
      Fernando

  78. Essa dose de 10000 ao dia, pode ser administrada juntamente com calcitran D3(1 comprimido ao dia)?? Será que prejudica os rins??
    Obrigada

    • A dose de D3 desse suplemento é realmente ridícula, apenas 200 UI. Ocorre que quem toma vitamina D em doses mais altas precisa prestar atenção aos níveis de cálcio. Não acho que seja uma boa ideia tomar junto com Calcitran. Mesmo porque a vitamina D 10000 UI já incrementa naturalmente os níveis de cálcio, não há necessidade de suplementação adicional.

  79. Não sou médico, Francine, mas acredito que sim, já que se trata de doença autoimune também. Procure algum médico na área de contatos deste site e marque uma consulta para uma opinião mais abalizada. Boa sorte.

    • Não sou médico, Francine, mas acredito que sim, já que se trata de doença autoimune também. Procure algum médico na área de contatos deste site e marque uma consulta. Até lá, siga o conselho desse FAQ e tome os 10.000 UI por dia. Pode ser que sinta alguma diferença. Boa sorte.

  80. Adorei o FAQ, pois só consegui marcar consulta para janeiro de 2013, então até lá vou tomando mesmo que em doses menores.
    Muito obrigado pelas informações

  81. Oi Fernando, o Dr. Cícero deu essa recomendação por um tempo, depois passou a dizer que poderia ser depois também, que na verdade isso não faz muita diferença. A verdade é que não importa muito se é antes ou depois, parece que isso não influi na absorção como ele imaginava que fosse antes.

  82. Daniel, a recomendação não é para se tomar a vitamina D 30 minutos antes da primeira refeição do dia? Nesse texto consta “após sua primeira refeição”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s